Você passou por aqui!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Guerra nada Fria!!

       Todo mundo conhece a história da guerra Fria, uma luta incansável entre o Capitalismo e o Socialismo. A guerra entre os titãs EUA e URSS. O que sempre me chamou atenção nesse conflito, foi a transferência dos combates diretos, até então esses confrontos eram travados entre os grandes, após a segunda guerra, é transferido para a periferia do mundo. Países da periferia do mundo deram os seus territórios e a vida de seus filhos para esses países que controlavam o mundo com os seus conhecimentos tecnológicos voltados para a indústria bélica, cada vez mais equipada e preparada para uma eventual terceira guerra mundial.
       E estamos cansados de conhecer e nos indignar com esses confrontos, que foram muitos e durante muito tempo. Coréia, Vietnã (a primeira derrota militar norte-americana), claro que depois de terem matado milhões de vietnamitas, contra alguns poucos milhares de americanos. Cuba, que no quintal dos EUA, quase provoca o que todos temiam com a crise dos mísseis, um confronto direto entre os titãs que possuíam a bomba atômica.
      O Brasil nesse contexto quentíssimo da Guerra Fria é o que meus anjos sem asas do 3 ano vão comentar.


     

21 comentários:

  1. Bem o brasil não teve nem uma participação por que o presidente da época não era dependente das potencias, mais sim independente sem apoio do estados unidos e urss, no brasil na decada da guerra fria estava em um crise de ditadura que durou 21 anos no brasil q foi uma epoca onde os militares perseguião os estudantes que era a favor da revolução por um brasil sem ditaduras, foi uma tempo onde se expresssar era errado e inconsequente , tudo era privatizado, a repressão era constante, os eua teve uma pequena parte na decisão de afastamento do presidente joão goular, onde todos estavam com medo de um novo golpe do estado como aconteceu com getulio vargas.

    CRISNAIDE, ITAGEANY,TÉSSIA.
    3:1 MAT
    CEDLEM

    ResponderExcluir
  2. o brasil teve como participação na guerra fria ,entrego bloco capitalista com a participação do presidente da época, fortaleceu os movimentos sindicais,que o presidente aproximou o brasil com a união soviética que o brasil teve lideranças politicas e economia para o brasil.

    3°1 matutino antonio,adailton,adailson

    ResponderExcluir
  3. Quando acontecia a disputa pela hegemonia mundial entre EUA e URSS, aqui no Brasil a história era outra, acontecia então a DITADURA MILITAR, que durou duas décadas, acontecimento que se caracterizou pela censura à imprensa, movimentos culturais e sociais, a repressão aos opositores do regime militar, institucionalização da tortura, entre outros fatores.

    --> Mais em relação a participação do Brasil na Guerra Fria, que não têm absolutamente NADA de fria, isso sim vale comentar.
    O presidente na época, João Goulart, desenvolveu em seus plenos poderes, uma política externa independente do apoio das superpotências da Guerra Fria, fortalecendo então fortaleceu os movimentos sindicais, estudantis, camponeses e populares da época. Além desses fatores, João promoveu uma aproximação política entre o Brasil e a União Soviética, o que desencadeou atritos com as lideranças políticas, econômicas e militares do Brasil. Resumindo bem claro, o Brasil teve, vamos se dizer, uma participação mais que mínima na Guerra. Onde essa participação era puro jogo de interesse político de aproximação. O Brasil como sempre, fica a merce de tudo, inclusive do desenvolvimento.


    Emicleiton Duarte'

    ResponderExcluir
  4. A Guerra Fria foi a designação atribuída ao conflito político-ideológico entre os Estados Unidos, defensores do capitalismo, e a União Soviética, defensora do socialismo, compreendendo o período entre o final da Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética.É chamada "fria" porque não houve qualquer combate físico, embora o mundo todo temesse a vinda de um novo conflito mundial e por se tratar de duas superpotências com grande arsenal de armas nucleares. Norte-americanos e soviéticos travaram uma luta ideológica, política e econômica durante esse período. Se um governo socialista fosse implantado em algum país do Terceiro Mundo, o governo norte-americano via aí logo uma ameaça aos seus interesses; se um movimento popular combatesse um governo alinhado aos EUA, logo receberia apoio soviético.
    A queda do muro de Berlim, em 9 de Novembro de 1989, foi algo tão importante que hoje os historiadores consideram que estamos em uma nova era mundial, não mais na Comtemporânea, mostrando o imapacto da Guerra Fria.

    Yngrid Ysis '

    ResponderExcluir
  5. A Guerra Fria foi a designação atribuída ao conflito político-ideológico entre os Estados Unidos , defensores do capitalismo, e a União Soviética , defensora do socialismo, compreendendo o período entre o final da Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética É chamada "fria" porque não houve qualquer combate físico, embora o mundo todo temesse a vinda de um novo conflito mundial e por se tratar de duas superpotências com grande arsenal de armas nucleares. Norte-americanos e soviéticos travaram uma luta ideológica, política e econômica durante esse período. Se um governo socialista fosse implantado em algum país do Terceiro Mundo, o governo norte-americano via aí logo uma ameaça aos seus interesses; se um movimento popular combatesse um governo alinhado aos EUA, logo receberia apoio soviético.
    A queda do muro de Berlim, em 9 de Novembro de 1989, foi algo tão importante que hoje os historiadores consideram que estamos em uma nova era mundial, não mais na Comtemporânea, mostrando o imapacto da Guerra Fria.

    LARISSA VALDECI 3°2

    ResponderExcluir
  6. Após a derrota alemã na Segunda Guerra, os países vencedores lhe impuseram pesadas sanções. Dentre as quais a divisão da Alemanha em 4 áreas administrativas, cada uma chefiada por um dos vencedores: Estados Unidos, França, Reino Unido e União Soviética e duas zonas de influência: Capitalista e Socialista. Berlim, a capital da Alemanha, também foi dividida, ainda que sob território de influência soviética. A comunicação entre o lado ocidental da cidade fragmentada e as outras zonas era feita por pontes aéreas e terrestres.


    Em 1948, numa tentativa de controlar a inflação galopante da Alemanha, os Estados Unidos, a França e o Reino Unido criaram uma "trizona" entre suas zonas de influência, para fazer valer nestes territórios o Deutsche Mark (Marco alemão). Josef Stalin, então líder da URSS, reprovou a ideia e, como contra-ataque, procurou reunificar Berlim sob sua influência. Desse modo, em 23 de Junho de 1948, todas as rotas terrestres foram fechadas pelas tropas soviéticas, numa violação dos acordos da Conferência de Ialta.

    Para não abandonar as zonas ocidentais de Berlim e dar vitória à União Soviética, os países ocidentais prontificaram-se a criar uma grande ponte aérea, em que bombardeiros estado-unidenses saíam da "trizona" levando mantimentos aos mais de dois milhões de berlinenses que viviam no ocidente da cidade. Stalin reconheceu a derrota dos seus planos em 12 de Maio de 1949. Pouco depois, as zonas estado-unidense, francesa e britânica se unificaram, originando a Bundesrepublik Deutschland (República Federativa da Alemanha ou Alemanha Ocidental), cuja capital era Bonn. Da zona soviética surgiu a Deutsche Demokratische RepublApós a derrota alemã na Segunda Guerra, os países vencedores lhe impuseram pesadas sanções. Dentre as quais a divisão da Alemanha em 4 áreas administrativas, cada uma chefiada por um dos vencedores: Estados Unidos, França, Reino Unido e União Soviética e duas zonas de influência: Capitalista e Socialista. Berlim, a capital da Alemanha, também foi dividida, ainda que sob território de influência soviética. A comunicação entre o lado ocidental da cidade fragmentada e as outras zonas era feita por pontes aéreas e terrestres.

    rodrigo 3 02 m
    cedlem

    ResponderExcluir
  7. O brasil, participou muito pouco nessa guerra ou seja o pais só queria se apŕoximar por interesse.
    A guerra fria foi um grande confronto entre os Estados Unidos e a Rússia,entre o capitalismo e o socialismo.
    Foram muito os confrontos, e durante muito tempo, claro depois de já ter acabado com a vida de milhares de pessoas inocentes que dava suas vidas pelo governo. Ao contrario do título, a Guerra Fria foi MUITO QUENTE, a qual durou 21 anos... (mais sem, qual quer combate físico)

    Anna Caroline e Varleide 3°2

    ResponderExcluir
  8. o Brasil participou do bloco capitalista, a partir de 1961 o presidente João Goulart (Jango como era chamado) desenvolveu uma política externa independente do apoio das super potências da Guerra Fria. Jango fortaleceu os movimentos sindicais, estudantis, camponesas e populares. Além desses fatos, o presidente promoveu uma aproximação política entre o Brasil e a União Soviética, o que desencadeou atritos com as lideranças políticas, econômicas e militares do Brasil.
    Em 1964, Jango anunciou as reformas de base, que consistia num conjunto de reformas sociais
    Instalou-se no Brasil uma ditadura militar que governou o país por duas décadas (1964 – 1985), esse período se caracterizou pela censura à imprensa, movimentos culturais e sociais, a repressão aos opositores do regime militar, institucionalização da tortura, entre outros fatores.

    Componentes:Laíra Lima
    Edvane de Santana
    Lidiane Neves
    Fernanda Almeida

    ResponderExcluir
  9. Enquanto ocorria a Disputa entre EUA e URSS,
    no Brasil acontecia a ditatura militar, que foi um movimento
    caracterizado por censuras a imprensa,movimentos sociais etc
    Mas a participação do Brasil na Guerra Fria que foi uma intensa
    guerra para dividir o mundo em 2 blocos: o capitalista - liderado pelos Estados Unidos e socialista pela União Sovietica.
    O Brasil integrou o bloco capitalista,onde o presidente do Brasil na epoca era João Goulart, que assumiu uma politica independente
    do apoio das superpotencias da Guerra fria.
    Guerra de "fria" não teve nada..foi uma tragedia, acabou com muitas vidas que as davam pelo governo,e que durou 21 anos!




    ALUNAS = HELLEN FABRICIA,YASMIN LIRA,MILCA MANOELA!
    3º - 01 MATUTINO

    ResponderExcluir
  10. A Guerra fria foi uma intensa guerra econômica, diplomática e ideológica travada pela conquista de zonas de influência, foi apos a segunda guerra mundial, a disputa divide o mundo em blocos de influência das duas superpotências e provoca uma corrida armamentista que se estende por 40 anos, os principais participantes da guerra fria foram os Estados Unidos e a União Soviética. O Brasil teve uma pequena partipação nessa guerra, que não foi nada fria, foi uma tragedia que durou 21 anos

    ResponderExcluir
  11. A guerra fria é a designação dada ao conflito político-ideológico entre os Estados Unidos (EUA), defensores do capitalismo, e a União Soviética (URSS), defensora de uma forma de socialismo, compreendendo o período entre o final da Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética.
    eles batalharam indiretamente, se envolvendo em conflitos de outros países, basicamente a guerra foi travada de ameaças. O termo guerra fria é utilizao para caracterizar o conflito em que nunca houve combates diretos, os "combates" se deram na área das ciências, tecnologia armamentista.


    ALUNOS: H. Thiago, alexsandro., joseane, jessica e franciele

    ResponderExcluir
  12. Faze o que tu queres há de ser tudo da lei.

    A Guerra Fria assim chamada, só foi fria mesmo em comparação com a Segunda Guerra Mundial.

    Logo depois do terminio da Segunda Grande Guerra Mundial surgiu em meio aos escrombos e destruição provacado pela guerra, duas super-potencia a União Soviética e o Estados Unidos da América. Para quem esperava um periodo de paz e harmonia assistiu uma Guerra entre duas potencias. A Guerra Fria não foi apenas ideologica e militar, foi também economica.

    Vale as palavras do historiador Voltaire Shcilling " De uma lado dessa linha, na sua parte Ocidental segundo a visão americana, ficava o “Mundo Livre”, os Estados Unidos e os seus aliados. Do outro, atrás da “Cortina de Ferro”, alinhavam-se a URSS e seus satélites, esmagados pela tirania comunista. Dispensável dizer que para os soviéticos era exatamente o contrário. Para Zdánov, por exemplo, o ideólogo e segundo homem do regime comunista, tratava-se, como discursou na Conferencia de Schreiberhau, em setembro de 1947, da existência de “dois mundos”, opostos entre si. Um deles em mãos do “bando imperialista e antidemocrático”, liderado pelos americanos, e o outro composto pelas “forças antiimperialistas e antifascistas”, lideradas pelos soviéticos. Ambos consideravam-se regimes inconciliáveis."

    Começa A Grande "Guerra Fria", e sem falar no Muro de Berlim, a "Abominação provocada pela guerra fria" (SHCILLING, Voltaire. Disponivel em http://educaterra.terra.com.br/voltaire/mundo/guerra_fria.htm

    Grande abraço Sarah!

    Amor é a lei, amor sob vontade.

    Idelfonso Vidal
    Layra Oliveira Brasileiro
    Lucas Nascimento
    C.E.D.L.E.M. 3ª/2

    ResponderExcluir
  13. O Brasil teve uma pequena participação nessa guerra fria, porém no governo do presidente João Goulart junto com um bloco capitalista desenvolvendo uma politica externa independente, então João fortaleceu os movimentos sindicais e populares.
    Então o Brasil fez uma união politica com a União Soviética, causando o começo de uma ditadura militar no Brasil que durou 21 anos,durante esse período a inprensa, os movimentos sociais e cuturais foram censurados.

    Componentes:Fredson, Gabriel, Diego
    Turma:3º 02

    ResponderExcluir
  14. O Brasil teve uma pequena participação nessa guerra fria, porém no governo do presidente João Goulart junto com um bloco capitalista desenvolvendo uma politica externa independente, então João fortaleceu os movimentos sindicais e populares.
    Então o Brasil fez uma união politica com a União Soviética, causando o começo de uma ditadura militar no Brasil que durou 21 anos,durante esse período a inprensa, os movimentos sociais e cuturais foram censurados.

    Componentes:Fredson, Gabriel, Diego
    Turma:3º 02

    21 de julho de 2011 07:33

    ResponderExcluir
  15. Luciana e Marciana22 de julho de 2011 12:15

    foi denomida guerra fria,por se tratar de uma guerra sem armas,mas foi uma situaçao de conflitos entre os paises comunistas,liderados pela uniao soviética, e os capitalistas, comandados pelos Estados Unidos.Que com essa guerra acabou dividindo em duas a coreia,em coreia do Norte se tornando comunista e foi apoiada pela uniao soviética e a coreia do Sul, apoiada pelos Nortes americanos.


    IEMS 3º01 Mat.

    ResponderExcluir
  16. foi dominado a guerra fria, por se trata de uma guerra sem armas, mas foi uma situaçao de conflitos entre os paises comunistas, liderados pela uniao sovietica, e os capitalistas, comandados pelos estados unidos, que com essa guerra acabou dividindo em duas coria, em coreia do Norte se tornando comunista e foi apoiada pela uniao sovietica e a coreia do Sul, apoiada pelos Norte-americanos.


    IEMS
    Marciana e Luciana
    3ª01 mat.

    ResponderExcluir
  17. Gostei do titulo GUERRA FRIA,pois de fria ela não teve nada.O Brasil teve uma participação indireta,na verdade ele foi um daqueles países que preferiram ser amigos do EUA do inimigos.Foi mais um influenciado e se tornou o pais que é hoje. componente(s):Gabriela Rios

    ResponderExcluir
  18. A guerra fria foi u conflito entre os paises cmunistas liderados pela uniao sovietica(lider do bloco socialista)e pelos Estados Unidos(lider do bloco capitalista).Um de seus pontos mais criticos foi a estalaçao de missus com bombas atomicas em cubo, pela Uniao Sovietica, fato que quase desencadeou uma guerra nuclear.O confronto entre socialismo e capitalismo levou os demais paises a optarem por um dos lados.A Europa Ocidental teve sua influencia deminuida aliando-se aos Estados Uunidos.A Europa Oriental libertada da ocupaçao Nazista pelo exercito Sovietico foi incorporada pela Uniao Sovietica.


    IEMS
    3º01 MAT.
    Elinaide e Fabiana

    ResponderExcluir
  19. A guerra Fria tem esse nome porque ao inves de conflitos corpo a corpo, foi uma guerra armamentista e tecnologica imbuída numa ideologia onde de um lado estava os EUA, liderando o bloco de paises capitalistas e do outro a URSS, liderano o bloco de paises socialistas.
    Os EUA e a URSS eram as duas nações mais fortes após a Segunda Guerra Mundial. O termo mundo bipolar vem do fato da existencia de uma ideologia divergente entre essas duas nações, ambos queriam ter maior influencia e mandar mais que o outro.
    Vale a pena dizer que estes dois paises não poderiam entrar em guerra direta, por que uma guerra entre eles seria nuclear e isso ia significar acabar com toda a vida no planeta.

    P.S.: Desculpa pela demora e desculpa também por eu nunca ter postado um comentario q fosse nesse blog. Mas prometo q de hoje em diante vou realizar minhas atividades dentro do prazo e com exito, e vou ler tambem a Mala de Hana, rsrsrsrrs....
    Pena q minha nota na Segunda Unidade vai ser a pior que eu já tirei em Historia na minha vida........

    WEVERTON!

    ResponderExcluir
  20. Weverton, rsrs. Te adoro, leia mesmo e corra atrás do prejuízo...rsrs!

    ResponderExcluir
  21. Meus anjos sem asas, quando entro no Blog e vejo o compromisso de todos, fico feliz, quase chego ao êxtase, rsrs. Alguns mandaram mal, ao falar do Brasil no contexto da Guerra nada Fria, outros nem falaram, foram explicar o que foi a Guerra,não entenderam, mas outros tantos mandaram muito bem. E é através desse processo de erros e acertos que vamos construindo nosso conhecimento, aos poucos, bocadinho aqui, ali. E estamos nós, ralando para ficarmos mais inteligentes, atraentes nos papos, rsrs. Adoro contribuir com esse processo, aliás eu ganho dinheiro para aprender, tem coisa melhor? Amo tudo isso!

    ResponderExcluir